Covid-19 e transtornos específicos de aprendizagem

Possíveis impactos e estratégias de enfrentamento no pós-pandemia.

O objetivo desta publicação é discutir o impacto da pandemia de covid-19 na aprendizagem dos alunos com transtorno específico da aprendizagem (TEAp) e propor formas para ajudar famílias e professores a se organizarem no retorno às aulas presenciais. O e-book foi desenvolvido na perspectiva do desenho universal da aprendizagem (UDL, na sigla em inglês), no intuito de que as estratégias propostas contemplem a diversidade dos aprendizes e beneficiem todos os alunos.

O conteúdo é complementado por uma pesquisa realizada com alunos, familiares e educadores que convivem com transtornos específicos de aprendizagem visando identificar os impactos da pandemia nos processos de aprendizagem. A partir das respostas à pesquisa, foi possível constatar quais estratégias têm sido utilizadas no ensino remoto e nos atendimentos especializados, bem como se eles têm sido eficazes do ponto de vista de quem está vivendo essa situação. O relatório completo da pesquisa é apresentado no Anexo deste e-book.

Após reflexões sobre o contexto da pandemia, o e-book discute caminhos e possibilidades para o período posterior ao isolamento social, com o retorno às atividades escolares presenciais. São abordadas as demandas que os alunos com transtorno específico de aprendizagem já apresentavam antes da pandemia, a necessidade de readequação das expectativas de aprendizagem, as estratégias que podem ser adotadas e a importância do apoio às famílias.

Esperamos que o conteúdo disponibilizado neste e-book alcance não só os pais, responsáveis e professores de alunos com transtorno específico de aprendizagem, como também todos os familiares e educadores de crianças e adolescentes que estão na escola. Ao abordar os desafios e estratégias no período pós-isolamento, é necessário refletir sobre as diferenças nos perfis de aprendizagem e propor estratégias pedagógicas personalizadas. Desta forma, conseguimos nos aproximar da universalização da construção do conhecimento e ampliar as oportunidades de aprendizado para todos. Portanto, este novo cenário imposto pela covid-19 nos trouxe a possibilidade de repensar, mais uma vez, a educação, respeitando a diversidade e priorizando a inclusão e a aprendizagem de todos os alunos.